Imagem capa - Por que as vezes ficamos com olhos vermelhos em fotografias feitas com flash? por Lucas Dreher
Curiosidades

Por que as vezes ficamos com olhos vermelhos em fotografias feitas com flash?


Com certeza isso já aconteceu com você, né? Quando alguém nos fotografa no escuro e os olhos vermelhos aparecem? Você já se perguntou o porque? A galera do site Today I Found Out nos explica que o efeito ocorre devido à forma como a luz do flash é refletida pelos nossos olhos e aos comprimentos de onda específicos rebatidos no processo. Traduzindo...


Como a visão funciona



A luz penetra nos olhos através da córnea e é percebida pela retina que, então, envia os estímulos através do nervo óptico ao cérebro, para que ele interprete essas informações na forma de imagens. Quem controla a quantidade de luz que chega a retina é a pupila, que se contrai ou se dilata dependendo da intensidade da mesma. Assim como as lentes das câmeras, que possuem o diafragma para controlar a quantidade de luz de entrada.

Quando o ambiente é muito claro, as pupilas se contraem para diminuir a entrada de luz e vice versa. Mas a mágica acontece em outro lugar, entre a parte branca dos olhos e a retina existe uma estrutura repleta de vasos sanguíneos chamada coroide, a responsável por manter a camada mais externa da retina bem nutrida e oxigenada.


E como acontecem os olhos vermelhos?



Quando o flash da câmera é disparado, as pupilas não conseguem reagir rápido o suficiente, permitindo a entrada de uma quantidade de luz muito grande que, então, é refletida pelo fundo do olho. 

E como vimos que a coroide concentra um grande volume de sangue, a frequência que a lente da câmera capta é a correspondente a da cor vermelha.

Quanto mais escuro for o ambiente, mais dilatadas as pupilas estarão, pois estão se esforçando ao máximo para capturar a luz disponível, aumentando o efeito dos olhos vermelhos. Existem diversas formas de evitar o aparecimento dos olhos vermelhos, uma delas é iluminar os olhos com uma lanterna ou o brilho do próprio celular antes de fazer a foto, assim, a pupila já irá estar contraída quando vier o flash! Hoje em dia, as próprias câmeras já contam com esse tipo de correção automaticamente, elas fazem essa "correção" com o mesmo princípio acima, quando ativada a função, o flash dispara duas vezes uma antes de fazer a foto, para que a pupila de contraia e a outra para iluminar de fato o ambiente. Também é possível consertar com apps e softwares de edição de imagem.


Fonte: Today I Found Out

Imagens: Internet